Geleia de Pimenta



Tem muitas pessoas que tem um pouco de medo de pimenta. Tenho alguns amigos que nem chegam perto dela. Eu pessoalmente amo pimentas. 

Mas mesmo que você seja uma dessas pessoas que não são tão apaixonadas por essa maravilha da natureza, te convido a experimentar essa geleia de pimenta caseira por alguns motivos: Primeiro que ela não é picante de verdade (a não ser que deseje deixá-la assim), é agridoce, perfumada e vai bem com praticamente tudo. De carnes a torradas.

 img_3799

Importante: Existe um sério risco de ficar viciado (por experiencia própria).

  • 2 Pimentas Dedo de Moça
  • 200ml de Suco de Laranja
  • 1 Xícara (chá) de Açúcar
  • 1 Maçã Grande Ralada s/ Casca
  • 1 Alho Inteiro
  • Sal a gosto
 IMG_2587.large.JPG
Instruções
  1. Comece o preparo cortando as pimentas dedo de moça ao meio e removendo as semente, pique em pequenos cubos e reserve.
  2. Em uma panela adicione 200ml de Suco de Laranja, 1 xícara de chá de açúcar, as 2 pimentas dedo de moça picada, 1 maçã grande ralada s/ casca, 1 alho inteiro e sal a gosto.
  3. Misture bem até diluir o açúcar, pare de misturar e deixe cozinhar em fogo baixo por cerca de 25 minutos ou até ficar em ponto de geleia.
  4. Espere esfriar e sirva com carnes e torradas.
Observações
CONSERVAÇÃO: Depois de pronta, guarde em um pote de vidro limpo com tampa e mantenha na geladeira por uns 15 dias no máximo.
FICOU MUITO PICANTE? Se depois dos 25 minutos sua geléia estiver muito picante, adicione mais suco de laranja e um pouco de água e açúcar para tentar amenizar o gosto ardido da pimenta.

Taças de Vinho- Saiba a diferença entre cada taça 

Por mais que alguns achem bobagem, é importante sim usar a taça correta para cada tipo de vinho. 

E não é uma questão de requinte (ou frescura), e sim de um melhor aproveitamento do vinho. Cada taça tem uma função, para nos ajudar a usufruir de forma plena o vinho  (aroma, sabor,etc). 

Interessante:

Um fato já sabido pelos apreciadores do vinho é que os sabores específicos (doce, salgado, amargo, etc.) são sentidos por papilas gustativas de diferentes localizações no mapa da nossa língua. Assim, especialistas são unanimes em dizer que degustar a bebida num recipiente que direcione cada uma de suas características principais, como acidez, doçura e sabores, ao lugar exato na boca onde ela será mais bem apreciada é de essencial importância. De fato, alguém com paladar um tanto mais aguçado perceberá diferenças grandes em um mesmo vinho se bebido em taças diferentes.

 Outros fatores são importantes para potencializar as qualidades da bebida na sua apreciação. A tonalidade do vinho será mais bem percebida numa taça cuja transparência é notável, por isso a qualidade do vidro faz diferença. Para não alterar a temperatura ideal de serviço do vinho, é necessário que a taça tenha hastes longas, para que se possa segurá-la sem que haja o contato com o recipiente onde fica a bebida. Os aromas serão realçados em taças com bojo mais aberto; no caso dos espumantes, o formato longo favorece a visualização de suas bolhas e à apreciação dos seus aromas. 

Aqui vamos citar com mais detalhes as 4 taças mais encontradas nas casas, atualmente. 

Espumante

Taça Flute – champagne e espumantes – taça de cabo alto, bojo comprido e estreito para preservar as “borbulhas” (gás carbônico) existentes nessas bebida o máximo de tempo possível.

Vinho Branco


Taça Vinho Branco – menores em relação a taça de vinho tinto para que a temperatura baixa do vinho branco dure por mais tempo, sendo menor a taça, a troca de calor também é menor.

Vinho Tinto 


Taça Vinho Tinto – para liberar todo aroma e o sabor intenso que o vinho tinto apresenta, ele precisa de espaço para respirar, por isso a taça tem um corpo grande. O formato é ideal para que o vinho dance pelo copo, por isso deve ser servido apenas 1/3 da taça.

Vinho do Porto

Taça Vinho do Porto – possui um corpo menor e mais alongado que a taça de vinho branco, a taça valoriza ainda mais a elegância vinho do porto, podendo apreciar sua cor e seus aromas de sabores.

Talvez nas imagens individuais você não perceba plenamente as diferenças entre as taças. Por isso essa imagem abaixo será de grande ajuda. 

 

Mousse rápida de Limão 



Essa é uma daquelas receitas que é vapt-vupt. Joga tudo no liquidificador, um tempinho de refrigerador e pronto!! 



INGREDIENTES:
1 lata de leite condensado

1 caixinha de creme de leite

½ xícara de suco de limão puro

Raspas de limão para salpicar


MODO DE PREPARO:
1- No liquidificador bata bem o creme de leite com o leite condensado.
2- Após, adicione o suco de limão e bata novamente.
3- Disponha em taças individuais ou em uma travessa média.
4- Salpique as raspas de limão.
5- Leve a geladeira por no mínimo 4 horas e sirva a seguir.